O Nike Cortez E Sua Importância Para A Marca Do Swoosh

Calçar tênis é, muitas vezes, andar com história nos pés. Sabendo disso, resolvemos ir um pouco mais a fundo nas histórias de alguns modelos icônicos que têm uma parte muito importante na cultura sneakerhead.

Hoje resgatamos o ícone que deu início à Nike como a conhecemos. Conheça a história do Cortez, modelo que completou 45 anos em 2017.

Se você leu a história da Onitsuka Tiger, deve se lembrar de um parágrafo sobre Bill Bowerman e Phil Knight, fundadores da Nike. (Se não leu ou se não lembra, volta lá rapidinho pra refrescar a memória).

Bill Bowerman era treinador de corrida e Phil Knight era um de seus atletas. Bowerman gostava de fazer experiências com os calçados, para melhorar a sua performance, e foi Knight quem o convenceu a fundar a Blue Ribbon Sports, empresa calçadista que viria a se tornar a Nike Inc.

O Nike Cortez foi nada menos que o primeiro modelo lançado pela dupla, em 1972. Ele trazia uma grande inovação tecnológica: uma espuma mais dura (em azul, para se destacar) ia entre duas camadas de espuma macia. A absorção do impacto era muito melhor e esta novidade colocou a empresa em foco, quando o assunto era desempenho, além de definir o rumo do mercado pelas 4 décadas seguintes.

Já no quesito estética, o calçado desenhado por Bill Bowerman e Phil Knight trazia poucas novidades. Aliás, a inspiração no Onitsuka Tiger Corsair, de 1969, era clara e facilmente comprovada – Knight havia visitado a empresa japonesa alguns anos antes, quando escrevia a tese de seu MBA em calçados esportivos e levou para os Estados Unidos alguns modelos da marca para revender.

Reedição do Onitsuka Tiger Corsair, modelo de 1969

As Olimpíadas de 1972

Foi a partir dos Jogos Olímpicos de 1972 que a corrida ficou conhecida como um esporte, de fato, entre o público em geral. A partir daí, o interesse por sua prática e, consequentemente, pelos calçados que a facilitavam, passou a crescer muito.

E qual foi um dos calçados que mais chamou atenção nestes Jogos? Justamente o Nike Cortez.

No primeiro ano desde o seu lançamento, o Cortez alcançou 800 mil dólares em vendas. Bowerman e Knight tinham investido inicialmente 500 dólares cada um na empresa e foi essa demanda que possibilitou que a Nike crescesse tanto.

45 anos do clássico

Em 2017, na comemoração dos seus 45 anos, o Cortez ganhou uma edição especial. Com o sobrenome “XLV” (45 em números romanos), a versão era muito parecida com a original, mas com alguns detalhes especiais em sua parte interna, além de uma caixa diferenciada.

Momentos importantes

Aqui no W nós já mostramos o Cortez no Forrest Gump, em nossa lista de tênis nos filmes, e n’As Panteras, em nossa lista de tênis nas séries. Além destes dois momentos tão importantes, o modelo também já foi estrela nos palcos.

Em 1991, a cantora Whitney Houston se apresentou no XXV SuperBowl calçando um par de Cortez, em sua versão mais icônica.

Fontes: Nike NewsCNK DailyWiki.