Entrevistamos Sanne Poeze, A Mulher Por Trás Do Girl On Kicks

Se você acompanha bastante o cenário sneakerhead, talvez já conheça a conta de Instagram Girl on Kicks (@girlonkicks). Ela foi criada pela holandesa Sanne Poeze, acompanha um site, e é uma baita referência – principalmente para as mulheres. A gente bateu um papo com a Sanne para conhecer mais sobre ela e seu trabalho!

WSneakersBR: Você é designer gráfico. De que forma você acha que sua formação ajuda seu dia a dia no Girl on Kicks?

Sanne Poeze: Eu acho que se você conhece meu background com design gráfico, você vai enxergá-lo no meu trabalho. Eu amo cores, tipografia e grafismos e incorporo tudo isso ao meu trabalho. Eu acho que ser designer gráfico resulta em enxergar conteúdo em TUDO. É uma coisa que eu não consigo desligar. Meu namorado acaba ficando incomodado quando estamos em um dia de folga e ainda assim eu vejo locações para fotos, linhas e formas em todos os lugares. #nuncadefolga

WSBR: Atualmente, o Girl on Kicks se tornou seu emprego. Olhando para trás, você imaginaria que seu site seria assim tão forte pelo mundo?

SP: Quando comecei o Girl on Kicks eu não sabia nem mesmo que eu poderia ser uma das poucas pessoas a transformar isso em um trabalho em tempo integral. Eu só comecei com uma necessidade de ser criativa de novo, porque na época eu trabalhava em uma função de gerência no varejo e estava super infeliz no meu emprego. Eu sempre tento me dizer de vez em quando que eu deveria ser muito grata pelo emprego que eu criei para mim mesma.

WSBR: Uma das características mais fortes do seu site são os editoriais que você fotografa. O que te inspira a produzi-los? 

SP: Ah, obrigada! Minha inspiração pode vir de praticamente qualquer lugar. Eu acho que é sobre treinar seu cérebro a olhar para as coisas de forma conceitual. Eu amo ir a um museu numa segunda de manhã, por exemplo, para me inspirar. Eu amo arte moderna e contemporânea então quando viajo sempre tento encontrar os melhores museus e galerias de arte. E também tem o Pinterest – sou viciada no Pinterest. Até agora tenho quase 50 pastas lá. Para cada projeto ou ideia eu crio uma nova pasta para “pinar” inspirações.

WSBR: Um dos objetivos quando você começou seu blog era provar que tênis poderiam ter feminilidade. Nossa maior afirmação aqui no WSneakersBR é parecida com esta. Dizemos que tênis também é coisa de mulher. Você observa as coisas mudando? As mulheres estão abraçando os tênis como sendo delas também?

SP: Eu acho que os sneakers e o streetwear em geral estão mais e mais comerciais e ao alcance de todos, e eu acho que isso ajuda. Imagino que quase todo mundo tenha um par de tênis no armário hoje em dia. E a maior parte das marcas também vê que há um grande mercado para as mulheres, quando o assunto são sneakers. Então vemos cada vez mais foco nisso!

Mas o meu mundo ideal é um mundo onde tudo seria unissex. Ainda há muitos lançamentos exclusivos que não saem em tamanho 34/35, por exemplo. Desse jeito, meninas com pés pequenos sentem-se excluídas – o que é algo que não podemos aceitar hoje com as questões de gênero, equidade e feminismo.

WSBR: Como você enxerga o papel das mulher na cultura sneaker? Todo mundo sabe que ainda é um universo bastante masculino mas nós olhamos para ele de uma forma bastante otimista. E você? 

SP: Eu realmente quero ser uma voz enquanto mulher no cenário sneaker e do streetwear! Eu acho que com a #girlonkicks consegui construir uma comunidade com meninas que amam tênis por todo o mundo – até do outro lado dele, no Brasil! Quão legal é isso?! Eu acho que muitas meninas não se sentem levadas a sério pelos caras. Eu na verdade nunca me senti muito como alguém de fora porque coleciono há mais de 10 anos e sempre me senti como “um dos caras”. e o que eu quero e encorajar outras meninas a aparecerem mais!

WSBR: Você faz um trabalho bem importante. Até para nós, brasileiras, você é uma grande inspiração. Como você entende a importância de comunicar o streetwear e a cultura sneaker para mulheres ao redor do mundo?

SP: Como eu disse antes, eu amo que o Girl on Kicks esteja se tornando global! Conversei e conheci meninas do mundo inteiro que têm a mesma paixão que eu pelos tênis e é incrível escutar as experiências delas e ouvir o que elas acham da comunidade e o que a rege. Sempre que vou a algum lugar tento encontrar alguma sneaker girl local… Com sorte vou visitar o Brasil também em breve!

Aliás, queria mandar um salve pra minha nova assistente brasileira Natália, que tem sido a melhor ajuda nos quesitos organizar e desenrolar tudo que acontece no meu cérebro!

WSBR: Você tem um modelo favorito? Ou pelo menos um estilo favorito de tênis? 

SP: O [Air] Jordan 1 é um dos meus favoritos de todos os tempos, e o Air Max 1, é claro. E eu também ando muito fã dos Air Force novamente, esses tempos!

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Lemme fix my hair 💫| #girlonkicks #jordan1sbb #hypebae #baesmentapproved #missbish

Uma publicação compartilhada por Sanne Poeze • GirlonKicks.com (@girlonkicks) em

WSBR: Quando o assunto é escolher tênis: você se apega mais às inovações, grandes colaborações, novas estrelas ou você prefere relançamentos de designs famosos e vintage?

SP: Eu amo todos os tipo, depende até do meu humor! Mas eu amo texturas diferentes e inovações nos tênis, é claro! A maioria das vezes fico um pouco desapontada com os lançamentos retrô porque quase sempre ele mudam (ou f*dem) alguma coisa.

WSBR: O Girl on Kicks tem o apoio de algumas marcas. Isso com certeza significa que seu trabalho é valorizado pela indústria. Como você se sente, sabendo que está no caminho certo e tendo a possibilidade de ser a voz de outras mulheres?

SP: Isso significa o mundo pra mim, poder trabalhar pertinho de algumas das maiores marcas esportivas! Se você me dissesse isso há 5 anos eu teria dado risada da sua cara!

Mas não podemos esquecer que levou anos de trabalho duro, paixão e dedicação para estar onde estou agora. O que também significa fazer várias coisas de graça para construir relacionamento, negando coisas que não estejam alinhadas com a visão que você tem para sua marca, etc.

WSBR: Se você pudesse escolher um modelo ou marca específica de tênis para colaborar, qual seria? 

SP: Fácil, a Nike! Mas eu também adoraria criar algo com adidas, PUMA ou Reebok.

WSBR: Quando procuramos por você no Instagram, existe uma conta chamada “Girls on Kicks”, no plural, e você nos deixa com um teaser. Você pode nos dar algum spoiler sobre o que vem a seguir?

SP: HAAA! Vocês pesquisaram… É uma coisa na qual estou trabalhando neste momento e com a qual estou super animada. É uma coisa que me parece um próximo passo muito lógico para o Girl on Kicks e que também vai me permitir trabalhar e criar com outras Girls on Kicks criativas! Que é o que eu mais amo fazer (:

 

O nosso muito obrigada a Sanne Poeze e a Natalia Raul <3